Como fazer a higienização e manutenção dos equipamentos veterinários?

maio 6, 2024
Bomba de seringa no consultório para mostrar como fazer a higienização e manutenção dos equipamentos veterinários

Você sabe como fazer a higienização e manutenção dos equipamentos veterinários? Você deve seguir os protocolos de manutenção e limpeza para preservar seu material de trabalho, garantindo sua longevidade.

Mas a limpeza adequada também é importante para evitar o risco de contaminação de doenças ou infecção, garantindo, assim, a segurança e o conforto tanto dos profissionais quanto dos pacientes.

Esse cuidado também é importante para que a clínica veterinária tenha um bom aspecto e pareça agradável, segura e confiável aos olhos dos tutores.

Então, para te auxiliar a prolongar a vida útil dos seus equipamentos veterinários, e melhorar a qualidade dos seus serviços, acompanhe o conteúdo que preparamos.

Por que se atentar à higienização e à manutenção de equipamentos veterinários?
Melhora na qualidade dos serviços: equipamentos em bom estado garantem diagnósticos mais precisos e procedimentos mais seguros.
Aumento da vida útil dos equipamentos: reduz a necessidade de reparos e substituições frequentes, economizando recursos.
Redução do risco de infecções: a higienização adequada previne a proliferação de microrganismos e protege a saúde dos animais e profissionais.
Maior segurança no trabalho: equipamentos bem conservados diminuem o risco de acidentes.
Melhora na imagem da clínica ou consultório: demonstra profissionalismo e cuidado com os animais.

Como fazer a higienização dos equipamentos veterinários?

Frequência da higienização

De forma geral, você deve limpar os materiais após cada uso, de acordo com as instruções do fabricante

Assim, a higienização deve ser imediata e rigorosa após a realização de atendimentos, tratamentos ou cirurgias que possam colocar outros pacientes ou os funcionários da clínica em risco.

Os produtos para a limpeza devem ser específicos para o uso em equipamentos veterinários. Para não danificar os materiais, você deve evitar o uso de agentes abrasivos ou corrosivos.

Produtos que podem ser utilizados

A recomendação universal é que a higienização seja feita com álcool etílico 70% para superfícies metálicas, com exceção de equipamentos de autoclave, de acordo com o Manual de Biossegurança de Medicina Veterinária do Centro Universitário CESMAC.

Para equipamentos com superfícies lisas, você pode fazer a limpeza com um pano úmido embebido em álcool, e depois enxaguando com água limpa. Para finalizar, deve secar o equipamento, ou o componente, por completo.

Em equipamentos com partes removíveis, você pode limpá-lo com água corrente e sabão neutro. Em seguida, enxágue bem e seque-o completamente antes de remontá-lo.

Para higienizar equipamentos odontológicos, você deve consultar o manual de instruções do fabricante para verificar quais outros produtos podem ser utilizados e como deve ser feita a limpeza.

Outros cuidados com higienização

Além de desinfetar os equipamentos veterinários, a equipe de limpeza pode utilizar o álcool etílico para limpar superfícies, como pisos, mesas e gaiolas.

Aliás, uma dica para tornar a limpeza mais eficiente no chão é não aplicar cera no piso, pois facilita a aderência de microorganismos e torna a superfície mais escorregadia, o que pode causar acidentes com funcionários ou pacientes.

Outra recomendação para a limpeza dos ambientes da clínica veterinária é o uso de esfregões ao invés das vassouras comuns, pois estas “levantam” e “espalham” partículas de sujeira ou infecciosas.

Por fim, para completar a higienização, você também deve se atentar ao ar-condicionado, pois os filtros sujos retém impurezas, fungos, ácaros, vírus e bactérias, que podem causar alergias e infecções respiratórias, além de outras doenças.

Como fazer a manutenção de equipamentos veterinários?

Ao comprar equipamentos veterinários, você também recebe as orientações de como deve preservar alguns itens específicos ou componentes, além de cuidados de manuseio, como é o caso do ultrassom odontológico.

Por exemplo, o aparelho deve ser calibrado anualmente pelo fabricante, para garantir que tenha um bom funcionamento. A calibração não deve ser realizada por terceiros.

O médico veterinário também deve tomar cuidado para não apertar excessivamente o inserto, pois pode danificar o aparelho.

Outra recomendação da caneta do ultrassom dentário veterinário é que não seja esterilizado na autoclave, pois pode reduzir a vida útil. Mas também é proibido utilizar a estufa de esterilização, porque inutiliza a caneta.

E de forma geral, nenhuma parte do aparelho pode ser imersa em meios líquidos, pois podem danificá-lo.

Para os demais equipamentos, como focos cirúrgicos, bisturis eletrônicos e monitores multiparamétricos, você pode seguir essas orientações:

  • Você deve inspecionar os equipamentos regularmente para detectar sinais de desgaste, danos ou mau funcionamento;
  • Deve calibrar os equipamentos, de acordo com as instruções do fabricante ou as configurações recomendadas;
  • Partes móveis de alguns equipamentos devem ser lubrificadas para evitar que emperrem, mas também deve ser feito conforme o manual do fabricante;
  • Caso o equipamento se danifique, você não deve tentar consertá-lo por conta própria. O correto é que recorra a um profissional especializado em reparos de equipamentos ou contate a própria fabricante para obter suporte técnico.

Para evitar qualquer dano nos seus equipamentos veterinários, você deve guardar o manual de instruções em um local acessível para todos os funcionários consultarem caso fiquem com dúvidas ou precisem contatar a fabricante.

Dicas adicionais para a higienização e manutenção

Para garantir que os equipamentos veterinários sejam bem preservados e higienizados corretamente, o ideal é treinar a equipe em relação aos protocolos.

Outra dica é manter um registro de todas as atividades de higienização e manutenção, para ter um controle mais preciso, garantindo o bom funcionamento do equipamento, além da segurança dos pacientes e dos funcionários.

Por fim, o manuseio de qualquer aparelho, acessório ou utensílio veterinário deve ser realizado com equipamentos de proteção individual (EPIs) adequados.

Caso, você tenha adquirido um produto da Delta Life, pode entrar em contato com o suporte técnico da fabricante para solicitar uma manutenção ou calibração dos equipamentos veterinários.

Entre em contato por este telefone (12) 98244-1300.

E se você está pensando em montar sua própria clínica veterinária, ou modernizar seus equipamentos, peça um orçamento!

Equipamentos veterinários de alta tecnologia
Enviamos para todo Brasil
12 meses de garantia
Faça seu orçamento

Siga-nos

Veja Também

Confira também os últimos posts

Mulher e homem veterinário que estão debatendo sobre a gestão da clínica veterinária.

Gestão da clínica veterinária: 10 dicas importantes

Se você deseja que seu negócio prospere, precisa ter…

Gato dento de cápsula de clínica veterinária para receber medicação com auxílio da bomba de seringa.

Bomba De Seringa: Para Que Serve?

A bomba de seringa veterinária, um dos tipos de…

Bomba de seringa no consultório para mostrar como fazer a higienização e manutenção dos equipamentos veterinários

Como fazer a higienização e manutenção dos equipamentos veterinários?

Você sabe como fazer a higienização e manutenção dos…

Delta Life-laser odontologico-Autores GS2 MKT-Freepik

Laser odontológico: conheça as funcionalidades e benefícios

Alguns equipamentos veterinários são essenciais para a prática veterinária,…

Veja todos os Posts